Nhoque da Fortuna: 3 molhos para acompanhar o prato da sorte!

O Nhoque é um velho conhecido da mesa brasileira. Apesar de ter sido criado na Itália, a forte influência da imigração, principalmente no sudeste, incorporou o prato nos livros de receita de muitas famílias brasileiras. Supersticioso como é o brasileiro, além da receita, adotou também o costume, ou simpatia, do nhoque da fortuna. Todo dia 29 é uma oportunidade de renovar as esperanças em uma vida mais afortunada! Veja de onde veio essa tradição e como funciona a simpatia no artigo abaixo. No final, damos 3 receitas ótimas de molho para acompanhar a sua massa!

O Nhoque da Fortuna

Reza a lenda que São Pantaleão perambulava por um vilarejo no dia 29 de dezembro vestido de andarilho quando sentiu fome e bateu na casa de um casal de idosos para pedir comida. Mesmo desconfiada, a família acolheu o andarilho para o jantar dividindo com ele o alimento que tinham. O prato: nhoque. A comida era tão pouca que cada pessoa à mesa comeu apenas sete massinhas. Após o jantar, São Pantaleão se despediu e partiu. A surpresa veio em seguida: ao recolher a mesa, o casal achou algumas moedas de ouro embaixo de cada um dos pratos.
Desta lenda surgiu a simpatia do Nhoque da Fortuna ou Nhoque da Sorte, que pode ser feita no dia 29 de cada mês. Para ter boa fortuna nos próximos 30 dias, coloque embaixo do prato de nhoque uma nota ou algumas moedas. Coma os sete primeiros nhoques de pé e depois sente-se e coma à vontade.  Guarde o dinheiro que estava embaixo do prato pelos próximos 30 dias.

Se funciona mesmo, a gente não sabe. Mas que comer nhoque é uma delícia, isso sim é uma grande verdade! Por isso, nós separamos algumas receitas de molho pra acompanhar o seu nhoque, seja no dia 29 ou em qualquer outo que te der vontade!

 

3 Receitas de molhos para o seu Nhoque

 

 

  • Molho de Tomate Tradicional

Ingredientes

  • 500 gr de tomate bem maduros, de preferência o tomate italiano, que é ideal para molho
  • 2 cebolas médias picadas em pedacinhos bem pequenos
  • Sal a gosto
  • 4 colheres de azeite
  • Manjericão opcional (algumas folhas)

 

Modo de fazer

Com uma faca, corte uma cruzinha na base de cada tomate, para auxiliar na retirada da casca. Em uma tigela grande, coloque bastante gelo e água até a metade. Reserve. Em uma panela grande, coloque água para ferver e mergulhe os tomates cujas bases foram cortadas. Quando a casca começar a soltar, retire da água fervente e mergulhe na água com gelo. O choque térmico irá facilitar a retirada da casca. Com uma faca, vá puxando a pele do tomate pelo corte da cruzinha que você fez no início.

Depois de descascados todos os tomates, retire as sementes e bata-os no liquidificador. Reserve.

Em uma panela grande, doure a cebola com um pouco de sal. Quando já estiver bem refogada, acrescente o tomate batido. Quando começar a ferver, conserte o sal, abaixe o fogo e deixe por 30 minutos, sempre mexendo bem para não grudar no fundo. Não há necessidade de colocar água. Nos últimos minutos do cozimento, coloque o manjericão para dar um aroma especial.

 

 

 

2) Molho Pesto

Ingredientes

  • 1 xícara de folhas de manjericão lavadas
  • 10 g de nozes (opcional)
  • 2 dentes de alho descascados
  • azeite o quanto baste (ou cerca de 120 ml)
  • sal grosso a gosto
  • parmesão a gosto (ou cerca de 1 xícara)

Modo de Fazer

Bata no liquidificador o alho, as nozes e as folhas de manjericão. Em seguida, vá juntando o azeite até que consiga bater sem dificuldade. Adicione o parmesão e o sal. Bata essa mistura de forma intervalada para que o liquidificador não aqueça o pesto.

Para usá-lo no nhoque, você não deve esquentar o molho direto na panela. Pegue um pouco da água quente do cozimento da massa e dissolva o pesto, logo depois misture o molho na massa já escorrida e sirva em seguida.

 

 

3) Molho tropical

Ingredientes

  • 1/4 xícara de azeite de oliva
  • 4 talos de salsinha fresca
  • 2 talos de manjericão
  • 4 hastes de orégano
  • 2 talos de alecrim
  • 3 dentes de alho picados
  • 2 cebola cortada em cubinhos
  • 500g de tomates batidos sem casca e sem sementes (usar como referência a primeira receita)
  • Sal e pimenta do reino à gosto
  • ¼ xícara de creme de leite

 

Modo de Fazer

Em uma panela grande aqueça o azeite e adicione as ervas (salsinha, manjericão, orégano e alecrim) e deixe-as refogando por cerca de 5 minutos. Depois desse tempo, remova-as e descarte.

Nesse azeite aromatizado, refogue o alho e a cebola em fogo baixo. Em seguida, junte o tomate batido, tempere com sal e pimenta a gosto e deixe no fogo (ainda baixo) por 30 a 40 minutos (ou até engrossar). Apague o fogo e misture o creme de leite até ficar um molho homogêneo.

 

Dica do Duduxinho: não bata os tomates no liquidificador ou mixer depois de ferver com a cebola refogada, como muitas receitas indicam, pois isso deixará o molho alaranjado. Sempre bata o tomate no início do preparo como indicamos nas receitas 1 e 3.

 

Espero que você aproveite todos esses molhos e se gostou desse post, compartilhe com sua família e amigos!

Duduxo e Makro trazem ao mercado novidades em marca própria

Parceria e confiança são dois atributos que resumem bem a relação que a Duduxo e o atacadista Makro mantém há mais de 10 anos. Desde 2005, a Duduxo é a responsável pela fabricação dos pães de queijo ARO marca própria da rede. Recentemente, o Makro ampliou sua linha para melhor atender os consumidores lançando a Tapioca M&K, o Pão de queijo M&K e a Chipa ARO, também com receitas e fabricação da Duduxo.

 

 

Tamanhos e Embalagens para todas as ocasiões

Pensando suprir as demandas de cada perfil de consumidor, os pães de queijo ARO e M&K estão disponíveis em embalagens de 300g a 1kg. Oferecemos à rede Makro quatro tamanhos do produto:

  • coquetel (12,5g a unidade)
  • tradicional (25g a unidade)
  • lanche (50g a unidade).
  • Super lanche (100g a unidade)

 

A marca própria M&K atende àqueles consumidores que passaram a aproveitar os preços diferenciados da rede de atacado, porém preferem levar pra casa alimentos em pequenas porções. Por esse motivo, os pães de queijo M&K são oferecidos na embalagem de 300g, nos tamanhos coquetel e tradicional.

Já os estabelecimentos comerciais como lanchonetes, cafeterias e padarias, podem aproveitar o custo benefício das embalagens econômicas da marca ARO. Os pães de queijo ARO são oferecidos em pacotes de 1kg, nos tamanhos coquetel, tradicional e lanche.

O pão de queijo super lanche é um dos diferenciais oferecidos pela Duduxo ao Makro. Feito com uma receita especial, seu tamanho é ideal para que o produto possa ser recheado. Pode ser saboreado pelos consumidores em todas as lanchonetes e cafeterias que funcionam dentro das unidades do Makro ou levados para casa nas embalagens de 1 kg oferecidas nas ilhas de congelados.

De olho nas novidades do mercado: Tapioca M&K e Chipa ARO

A Rede Makro e a Duduxo levam ao consumidor todas as novidades do mercado. É por isso que agora a M&K oferece também a Tapioca (goma hidratada de mandioca), febre de consumo em todo o país, nas embalagens de 500g e 1kg.

Buscando outro diferencial no seu mix, recentemente a marca ARO lançou a Chipa, petisco semelhante ao pão de queijo, de origem sul-americana e famoso no centro-oeste do Brasil.  A produção leva polvilho de excelente qualidade, vindo diretamente do Paraná – estado que é referência em fornecimento de mandioca e derivados –, e queijo Minas Padrão. O toque mineiro que faltava pra deixar a chipa ainda mais saborosa. Quem experimenta se apaixona!

A Chipa ARO é comercializada em embalagens de 1kg, excelente opção para estabelecimentos comerciais que querem oferecer novidades aos seus clientes.

 

 

 

Tradição em Marcas Próprias

Há 15 anos a Duduxo trabalha em parceria com supermercados na produção de pães de queijo, salgados e, mais recentemente, a tapioca e a chipa, levando aos seus consumidores produtos de qualidade com excelente custo benefício.

Conheça as marcas próprias fabricadas pela Duduxo aqui.

 

9 dicas do Duduxinho para sua casa e cozinha

Aquela sabedoria sobre a casa e a cozinha que foi passando de geração e geração, mas que está se perdendo na correria do dia a dia! Esse post é uma reunião das Dicas do Duduxinho, postadas em nossa página do Facebook e estará em constante atualização!

 1) Para um frango delicioso

 

 

Quer fazer um frango douradinho e suculento?

Antes de levar ao forno, pincele toda a superfície com manteiga ou margarina, para evitar que a carne resseque.

 

 

2) Para um bolo fofinho

 

 

Na hora de fazer a massa, não use os ingredientes gelados, mas na temperatura ambiente.

Outra dica é bater as claras separadamente até ficarem firmes. Mas cuidado: se passarem do ponto, o bolo pode ficar ressecado!

Fonte: https://goo.gl/Hktoja

 

 

3) Para um café mais gostoso

 

 

Há quem diga que o bom café é aquele coado no pano, como a gente fazia na roça… mas em todo caso, se você está no escritório e tem que usar a cafeteria elétrica, atenção pra essa dica: deixar o café na cafeteira ligada por muito tempo compromete o sabor da bebida, que pode ficar com “gosto de queimado” devido ao aquecimento constante.

Após o preparo, todo café fica naturalmente mais amargo, porém a melhor maneira de conservá-lo seria na garrafa térmica. Mesmo na garrafa, o ideal é consumir a bebida dentro de uma hora.

Fonte: https://goo.gl/Nw1gRF

Veja também:

                Como conservar o pó de café na sua casa

                Erros mais comuns ao assar o pão de queijo

4) Para conservar os nutrientes dos legumes

 

 

Preparar os legumes no vapor é mais saudável pois conserva os nutrientes do alimentos durante o cozimento. Pode ser feito com o auxílio de um escorredor de metal dentro de uma panela com água no fundo. Experimente da próxima vez que for cozinhar na sua casa!

 

5) Para evitar o cheiro de geladeira

 

 

Para evitar o cheiro ruim na geladeira, deixe dentro dela uma pedra de carvão em um porte com buracos na tampa. Isso ocorre porque a pedra de carvão absorve para seus poros as moléculas do gás gerado na lenta decomposição dos alimentos na geladeira.
Quando os poros do carvão já estão cheios, é preciso trocar o potinho. Uma pedra pode durar até seis meses, mas se a sua geladeira estiver com muitos odores, esse tempo pode diminuir.

Veja a explicação completa: https://goo.gl/6beKBY

6) Para limpar a espiga de milho

 

 

Vai fazer um arraiá?!

Para retirar os fiozinhos que ficam agarrados na espiga, utilize uma escovinha macia, como a escova de dentes. Os fios saem com mais facilidade pois quebram menos com a ajuda a escova.

 

 7) Para conservar o sorvete no freezer

 

 

Com o tempo na geladeira, o sorvete vai perdendo a textura cremosa. Isso acontece porque a abertura do pote depois do primeiro consumo permite a entrada de água, que congelada, prejudica a estrutura molecular do sorvete, fazendo com que ele perca suas propriedades de fábrica. Uma forma de minimizar esse problema é vedando o pote de sorvete antes de guardar.

 

8) Para aumentar o espaço no varal

 

 

9) O poder de limpeza do Vinagre nesses 2 casos

 

 

 

Conta pra gente a sua dica!

E você, tem uma dica infalível pra compartilhar com a gente? Deixe nos comentários e ela poderá aparecer aqui nesse post e na nossa página do Facebook.

E se esse conteúdo foi útil pra você, deixe a sua curtida e compartilhe com os amigos.

Até a próxima.

Veja a maneira correta de armazenar o café após aberto

O café é o melhor amigo do pão de queijo, o que o torna um dos nossos assuntos favoritos. Hoje, vamos falar um pouco sobre a sua conservação. Apesar de o café não estragar com facilidade, assim que abrimos o pacote, os óleos contidos no pó começam a oxidar devido ao contato com o ar e a umidade. Com o passar do tempo, o aroma e o sabor sofrem modificações, fazendo com que a bebida não seja mais tão saborosa.
Nas fábricas, o café pode ser embalado à vácuo ou em atmosfera modificada (alguns gases, como o gás carbônico e o nitrogênio, por exemplo, são injetados na embalagem), o que previne a oxidação, garantindo a durabilidade antes do consumo. Porém, após aberto, é muito difícil conter esse processo e a “validade” do café diminui pra cerca de 15 dias. Para evitar o desperdício, vamos dar algumas dicas de armazenamento que aumentarão a durabilidade do sabor e aroma na sua despensa.

Potes com bom fechamento

Uma vez que o contato com o ar do ambiente é fator principal na modificação do pó (assim como na deterioração dos alimentos em geral), é muito importante que ele seja armazenado em um pote com fechamento hermético. Fora o contato com a umidade, o café absorve facilmente os aromas a sua volta, então é preciso vedar ao máximo o recipiente de armazenamento.

 

Ao abrigo da luz e do calor

Além da umidade, a luz e o calor também modificam as propriedades do café. É por isso que recomendamos guardá-lo em um pote escuro, opaco e em local fresco, para preservar suas características e qualidade.

 

 

Prefira embalagens menores

Já que a duração do café após aberto é curta, prefira comprá-lo em embalagens menores que serão consumidas mais rápido, evitando assim o desperdício.

 

Na geladeira ou não?

Esse é um ponto controverso. As baixas temperaturas da geladeira podem estender a duração do café para até um mês. Porém, é muito importante que ele seja armazenado em um pote hermético, escuro e opaco, prevenindo a entrada de luz, umidade e evitando a absorção do cheiro de outros alimentos.

Você já deve ter ouvido algumas pessoas indicando colocar pó de café na geladeira como forma de eliminar possíveis odores ruins da geladeira, já que ele absorve odores*. Essa crendice popular tem lógica, justamente pelo fato de que o café absorve mesmo os odores à sua volta, e não apenas os ruins. Coloque-o próximo a uma caixa de sabão em pó e terá um café com sabor sabão! Então mais um motivo para sempre guardar o pó de café em potes herméticos.

*Uma dica: Uma pedra de carvão, daqueles de churrasco, absorvem igualmente os maus odores da geladeira… deixe o café livre dessa tarefa ingrata!

 

 

Em contrapartida, ficar tirando e colocando o pó da geladeira entre um preparo e outro vai submetê-lo a diferentes oscilações de temperaturas, o que gerará umidade dentro do pote, fazendo o café “suar” durante o armazenamento. Se isso estiver ocorrendo, mesmo dentro da geladeira, a conservação pode ficar comprometida.

 

 

Café em grãos

Hoje em dia, com a onda gourmet, está ficando cada vez mais comum as pessoas terem máquinas de moer café em casa. Essa é uma excelente opção para quem quer um café fresquinho, porque o grão conserva muito mais as suas qualidades quando inteiros. Se você puder ter o café em grãos para moer na hora, um tanto melhor. Se você optar por essa alternativa, siga as mesmas premissas do pó para armazenar o grão.

Agora que você já está craque em conservação de café, coloque um pãozinho de queijo pra assar, passe aquele cafezinho fresquinho, e delicie-se!!

 

Esse artigo foi útil pra você? Então deixe a sua curtida ou passe adiante nas suas redes sociais! Os outros leitores agradecem.

Até a próxima!

 

Fontes:

http://blog.clubecafe.net.br/como-conservar-seu-cafe/

http://chavena.com/artigos/como-guardar-cafe-casa

http://cheirinhocafe.blogspot.com.br/2011/02/guardar-ou-nao-o-cafe-na-geladeira.html

http://revistacafeicultura.com.br/?mat=48861

10 dicas para fazer boas compras no supermercado

Economizar tempo, dinheiro e fazer melhores escolhas! Listamos 10 bons hábitos que você deve ter na hora de fazer compras no supermercado.

  • Deixe os congelados e resfriados por último

Para evitar ao máximo o descongelamento ou aquecimento dos produtos de freezer ou geladeira, deixe sempre para o final das compras esses itens.

 

 

  • Leve com você uma bolsa térmica

Dependendo da temperatura o dia e do seu percurso do supermercado até em casa, é interessante ter uma bolsa térmica para os produtos congelados e resfriados.

  • Evite horários de pico

Nos dias de semana no fim da tarde e início na noite, no sábado a tarde e no domingo de manhã os supermercados tendem a estar mais cheios. Evite esses horários e não perca muito tempo nas filas. Além disso, no início do mês (do dia 1 ao dia 10) os supermercados recebem maior fluxo de consumidores pois coincide com as datas de pagamento.

Leia Mais

Como assar o pão de Queijo Congelado

Hoje vamos falar sobre os procedimentos corretos para preparar o seu pão de queijo congelado Duduxo. Apesar de o processo ser bem simples, alguns erros muito comuns podem afetar o sabor e a textura do produto, fazendo com que o consumidor não aproveite todo o sabor de Minas que o nosso produto tem a oferecer.

Processo padrão:

Passo 1: Preaqueça o seu forno por 5 minutos na temperatura mais alta.

Passo 2: Ajuste a temperatura do forno para a média (180°C)

Passo 3: disponha os pães de queijo em uma assadeira ainda congelados e leve direto ao forno. Cuidado para não deixar os pães muito grudados. Eles crescem ao assar e podem grudar uns nos outros.

Passo 4: Deixe assar no tempo indicado na embalagem OU até que fiquem dourados. Esse tempo varia de acordo com o tamanho de pão de queijo, sendo:

  • Coquetel – 35 minutos
  • Tradicional: 40 minutos
  • Lanche: 45 minutos
  • Super Lanchão (Linha Premium): 50 minutos

Seguindo essas instruções, o seu pão de queijo vai ficar uma delícia!

 

 

 

Alguns erros comuns no preparo do pão de queijo:

  • Descongelamento

O pão de queijo deve ir diretamente do freezer para o forno. O produto é desenvolvido para manter o padrão de qualidade nessas condições. Se o consumidor levar ao forno o pão de queijo já descongelado, ele pode perder a sua forma e sofrer alterações de sabor e textura.

Dica do Duduxinho: descongelamento no supermercado

O consumidor precisa ficar atento à conservação do produto no supermercado na hora da compra. Se o pão de queijo estiver mole ou se houver muito gelo dentro do pacote é sinal de que o armazenamento foi incorreto, o que ocasionou descongelamento e recongelamento do produto. Isso acarreta mudanças na estrutura físico-química do pão de queijo, que não terá o mesmo desempenho na hora de assar. É o que chamamos de QUEBRA NA CADEIA DE FRIOS.

Na hora da compra, certifique-se de que o seu Pão de Queijo Duduxo está congelado e sem muito gelo dentro do pacote.

  • Assado por fora e cru por dentro

Se o seu pão de queijo ficou assado por fora, mas com a massa crua por dentro, é possível que tenha sido assado em temperatura maior do que o necessário. Fique atento aos 180° indicados na embalagem e a possíveis desregulagens ou defeitos no forno.

Dica do Duduxinho: Ajustes do Forno

Apesar da indicação de temperatura no botão acendedor, nós sabemos que com o passar do tempo (ou por algum problema de fábrica) os fornos podem apresentar diferenças na temperatura real atingida durante o uso… se você notou que o seu forno tem assado os pratos mais rápido, tende a queimar os alimentos ou, ao contrário, se está demorando demais pra assar, ajuste a temperatura para mais ou para menos do que os 180° indicados.

Micro-ondas

O pão de queijo Duduxo nunca deve ser feito no micro-ondas pois o equipamento não assa o produto. Ele irá apenas descongelar a massa.

Forno Elétrico e Fritadeiras Elétricas

Devido às diferenças de desempenho entre os equipamentos encontrados no mercado, é possível que o seu Pão de Queijo Duduxo sofra alterações de sabor e textura ao ser preparado dessa forma. O que não impede nossos consumidores de testarem o resultado.

Se você já usou a fritadeira ou forno elétricos para assar o pão de queijo, conte nos comentários e compartilhe a sua experiência com outros consumidores!

 

O que você não sabia a respeito dos queijos! Até ler esse post…

O queijo é um dos ingredientes mais usados na culinária mundial. Tendo diversas origens, faz parte de receitas de várias culturas. Ele é um produto da coagulação do leite, que pode ser de vaca, ovelha, cabra, búfala e outros mamíferos. Além da origem do leite, as formas de produção também variam muito. Dessa forma existem centenas e centenas de tipos de queijo fabricados pelo mundo. Esse número não é um exagero: só na França existem mais de 400 tipos.

Como você já deve ter imaginado, existem muitas curiosidades e fatos inusitados no universo dos queijos. Hoje, vamos apontar algumas delas.

 

Anos e anos maturando

O queijo parmesão surgiu na cidade de Parma, na Itália. Esse queijo chega a ficar dois anos maturando para chegar ao seu aspecto e textura ideais. Um queijo semelhante, porém muito mais caro é o grana padano, que pode ser maturado por até quatro anos.

 

queijo-parmesão

Leia Mais

Pão de Queijo Light e Gostoso: como Fazer?

Ele já é uma opção interessante para quem faz dieta por não conter glúten. Porém, se você tem o objetivo de diminuir as calorias, veja como fazer o pão de queijo light com a substituição de alguns ingredientes.

Existem muitas receitas de pão de queijo light na internet. Muitas delas fazem tantas modificações no preparo que descaracterizam o pão de queijo. Separamos para esse post uma receita que substitui os ingredientes, mas mantém as características originais do verdadeiro pão de queijo mineiro: escaldar o polvilho com leite e a gordura, que nesse caso será a margarina light, adicionar os ovos, o queijo e fazer as bolinhas para assar. Vamos à receita:

Leia Mais

Pão de queijo leve de liquidificador

O pão de queijo de liquidificador é muito popular por sem bem simples de fazer. Não há necessidade de escaldar o polvilho o sovar a massa como fazemos no tradicional. Porém, pode-se dizer que pelas diferenças nos ingredientes e no modo de fazer o pão de queijo de liquidificador não é o verdadeiro pão de queijo que conhecemos aqui em Minas.

De qualquer forma, é uma opção de lanche fácil e rápida, muito divertida de fazer junto com as crianças. Hoje vamos dar uma receitinha ótima que vimos no blog da Lucilia Diniz. Você vai precisar de forminhas de empada ou cupcake pra fazer. Mas cresce que é uma beleza e fica lindo. Vejam o vídeo ao final.

Leia Mais

Dicas para congelar corretamente os alimentos

Quem nunca se deparou com a seguinte situação: preciso comer melhor, mas não tenho tempo de cuidar da minha alimentação. Com a nossa correria é difícil achar tempo para fazer compras, preparar alimentos fresquinhos e gostosos e ainda lavar a louça de um almoço todos os dias.

Mas o congelamento dos alimentos está aí pra salvar a vida dos mais ocupados. É possível ter refeições gostosas e nutritivas sempre à mão, sem perder a qualidade dos alimentos feitos na hora. É assim que a Duduxo leva o pão de queijo com gostinho de Minas para todo o Brasil.

Nesse post, vamos te dar algumas dicas para congelar os alimentos em casa mantendo suas qualidades e propriedades.

1) Quanto menos ar, melhor.

Embale os alimentos em saquinhos retirando o ar com uma bombinha. Se for armazenar em potes, escolha o tamanho certo para a quantidade que está congelando, deixando o mínimo de espaço possível entre o alimento e a tampa. O ar favorece a proliferação dos micro-organismos que causam a decomposição do alimento.

2) Vedação

Também por causa da entrada de ar e pela entrada de água, a perfeita vedação deve ser providenciada ao congelar os alimentos. A formação de cristais de gelo dentro do recipiente rompe as fibras do alimento, fazendo com que ele perca suas propriedades, como sabor, textura e qualidade.

 

plastico-embalagem-de-alimento-congelado-vila-gil

 

3) Recongelamento jamais!

Os cristais de gelo que mencionamos acima são parte de um processo chamado quebra na cadeia de frios: quando um alimento congelado é descongelado ele libera água. Se voltarmos com ele para o freezer, a água dentro da sua estrutura vai cristalizar e destruir suas fibras.

Na hora de fazer compras, sempre que houver gelo entre o produto congelado e o pacote, não compre, pois isso é sinal de que ele não foi armazenado corretamente nas ilhas de congelamento e houve quebra na cadeia. Procure o responsável pelo estabelecimento e relate o problema.

Fizemos um post especificamente sobre isso. Acesse: Por que não podemos recongelar os alimentos?

4) Porções Individuais

Separe os alimentos nas porções certas para o consumo em uma refeição, evitando o desperdício e a perda de qualidade, já que você não poderá recongelar o que sobrou.

5) Etiquetas em tudo!

Os alimentos congelados tem a validade muito maior que os guardados na geladeira, mas ainda assim há um prazo para consumi-lo. Sempre guarde as embalagens etiquetadas no freezer para saber a data de consumo, além de facilitar a identificação. Os alimentos costumam durar cerca de três meses na geladeira.

 

congelados-1

 

6) Menos tempero e al dente

Os temperos ficam mais apurados no alimento com o passar do tempo, por isso, se você for congelar, prepare com menos que o costume ou correrá o risco de achar a comida salgada quando for consumir. A mesma coisa vale para o cozimento. Deixe os alimentos al dente, pois quando os congelamos totalmente cozidos, podem ficar pastosos ao serem aquecidos novamente.

7) Temperatura
Os alimentos congelados devem ficar armazenados em uma temperatura de -18°C a -30°C.

8) Branqueamento

O branqueamento é o processo de escaldar o alimento e em seguida parar o cozimento em água gelada. Deve ser feito em alguns legumes e hortaliças antes do congelamento.

 

portal_0606

 

9) Descongelamento

O descongelamento não deve ser feito em temperatura ambiente, pois facilita a proliferação de bactérias. O jeito correto e deixar o alimento na geladeira desde o dia anterior ao consumo ou em tempo suficiente para que descongelamento ocorra.

 

Vamos voltar a falar desse assunto aqui no blog. E se você tem alguma dica ou experimentou essas na sua casa, conte para nós nos comentários.

Guia Rápido: como harmonizar queijos e cervejas

Olá, no post de hoje vamos falar do queijo, um de nossos assuntos favoritos. Ele é base de várias receitas, faz parte das nossas refeições durante todo o dia e é um petisco muito prático. Pela sua variedade de tipos, pode ser combinado com quase qualquer coisa. Muito se fala em “queijos e vinhos”, mas o fato é que ele também tem tudo a ver com uma cervejinha entre amigos. Separamos abaixo uma listinha de queijos e cervejas artesanais que mais harmonizam entre si.

 

Queijo fresco

 

queijo-fresco

 

O queijo fresco vai bem acompanhando uma Pilsen ou uma Amber Lager.

Leia Mais

Como fazer uma canja de galinha nutritiva e saborosa

Nessa receita vamos trazer um prato muito querido entre os brasileiros e conhecido pelas propriedades medicinais. A canja de galinha é um dos caldos mais gostosos da nossa culinária e sua receita passa de geração em geração pra acalentar o coração e o estômago de quem está precisando recuperar as energias. Algumas pessoas chamam de comida de hospital, mas hoje vamos provar como a canja pode ser cheia de sabor de história.

O hábito de comer a canja de galinha foi trazido ao Brasil pelos portugueses. Porem, a receita é originária da China e difundida em todos os países asiáticos com o nome de congee.  Trata-se de uma sopa de arroz muito líquida e salgada feita com diversos ingredientes. O congee mais tradicional é o de galinha, preparado de forma muito semelhante ao de Portugal. Também na Ásia é conhecido pelas propriedades medicinais.

 

DSCF4029

Leia Mais

Culinária Mineira: o verdadeiro Bambá de Couve

Nesse inverno, nada mais gostoso que um caldinho pra esquentar e sustentar! Com sabor de Minas então, nem se fala! Hoje vamos explicar com fazer um dos caldos mais tradicionais de MG, criado na região de Ouro Preto e Mariana: o Bambá de Couve. Criado pelos escravos, se popularizou como o prato que aquecia as noites de seresta. Dá pra imaginar facilmente a noite enluarada, o frio, uma fogueira e uma roda de viola. Ê chão moiado!

Vamos à receita, que rende uma porção para seis pessoas:

 

Leia Mais

Como fazer café: medidas e preparo ideal

Café, o melhor amigo do pão de queijo! A toda hora falamos dele por aqui, ele está entre as bebidas favoritas dos nossos leitores, mas eis um fato interessante: nem todas as pessoas sabem fazer café! Parece fácil para quem já faz há muito tempo, mas as pessoas que estão iniciando essa arte já tomaram muito “chafé” na busca pela medida ideal.

Então no post de hoje, vamos aprender como fazer um bom café!

Se você é estudante, saiu da casa da sua mãe há pouco tempo, começou um estágio na empresa e quer impressionar ou precisa virar noites para trabalhar e estudar, atenção às orientações.

Leia Mais

Pão de Queijo Duduxo está entre os preferidos do brasileiro, diz pesquisa

A revista SuperHiper divulgou em março de 2016 a 17ª pesquisa Líderes de Venda, realizada pela Nielsen exclusivamente para o periódico da ABRAS (Associação Brasileira de Supermercados). Entre as marcas de pão de queijo, a Duduxo é a 5ª mais vendida nos supermercados de todo o Brasil.

 

pesquisa-nielsen-2016

 

O estudo mostrou também a preferência dos consumidores por região, sendo o universo dividido em sete áreas. No interior de São Paulo, o pão de queijo Duduxo é o terceiro mais vendido.

A pesquisa analisou 219 categorias de produtos de alto giro em supermercados das regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste, entre novembro de 2014 e novembro de 2015.slide3

Nos anos de 2014, 2013 e 2012, a Duduxo figurou entre as marcas mais vendidas em diversas regiões na pesquisa Líderes de Venda, tendo ficado entre as top 5 do Brasil nos anos de 2012 e 2013.

Comida Mineira: os 10 pratos mais tradicionais da mió cozinha do Brasil!

Quem já se empanturrou de frango ao molho pardo no almoço de domingo, mas abriu um espacinho pro doce de leite, o doce de abóbora e a goiabada, tudo isso com queijo minas, sabe bem o que é a mesa deliciosa de Minas Gerais! Caracterizada pela simplicidade, sabor e fartura, é adorada em todo o Brasil.

Por isso, hoje vamos listar os dez pratos mais tradicionais da culinária mineira.

 

10 – Biscoito de Polvilho Mineiro

10-biscoito-de-polvilho

Um clássico pra hora do café, o verdadeiro biscoito de polvilho surgiu em Minas Gerais. Segundo Câmara Cascudo, autor de História da Alimentação no Brasil, desde o século XVIII o biscoito era servido nas mesas das fazendas na hora do café, junto com bolinho de chuva e broa de milho. Que delícia!

E sabe por que ele é assim aerado e cheio de bolhinhas por dentro? A água da massa começa a evaporar no forno e os gases da expansão fazem o biscoito crescer e geram as bolhinhas. No final do cozimento, as paredes da massa param o crescimento e formam a crosta crocante.

 

Leia Mais

Como enriquecer a massa e deixar a tapioca mais saudável

Muitas pessoas têm trocado o pão branco pela tapioca como fonte de carboidrato devido aos seus benefícios frente às massas à base de trigo. O primeiro deles é a ausência do glúten, que causa inchaços, retensão de líquido e inflamações, ainda mais graves em pessoas alérgicas. Além disso, a tapioca tem menos calorias (apenas 80 calorias a cada cinco colheres de sopa) e índice glicêmico mais baixo que o trigo, ou seja, é absorvida mais lentamente deixando o organismo saciado por mais tempo.

Listamos outros 5 benefícios da tapioca, como a presença de vitaminas e minerais, nesse post aqui.

Ainda assim, a tapioca é um carboidrato simples, ou seja, com moléculas menores e de digestão rápida. Se você quer deixá-la mais saudável e ampliar seus benefícios, pode enriquecer a massa com a adição de alguns ingredientes, como grãos e cereais. Por serem ricos em fibras, vão diminuir o índice glicêmico da tapioca, deixando sua digestão mais lenta e garantindo saciedade por mais tempo.

Veja abaixo uma listinha de itens que podem ser adicionados a sua massa e o benefício extra que cada um deles trará para o seu corpo. Todos sem glúten!

Leia Mais

Infográfico: O Verdadeiro Bacalhau

Cumpadis e Cumadis, vocês sabem reconhecer o verdadeiro bacalhau?

O Duduxinho se aventurou em águas geladas para conhecer como é o processo de pesca e preparo do bacalhau para comércio e exportação. Apesar de muitos acharem que ele é natural de Portugal, o Bacalhau é encontrado nos mares da Groenlândia. Como os portugueses dominaram sua exportação, muitas pessoas fazem essa confusão.
Veja no infográfico abaixo como é feita a salga, a dessalga e outros tipos de peixe semelhantes ao bacalhau!

Leia Mais

10 Direitos Básicos do Consumidor: entenda o que você pode exigir

Na semana do consumidor, vamos falar de um tema de altíssimo interesse para as pessoas que adquirem os produtos da Duduxo: as leis que determinam os direitos do consumidor.

Muito se encontra a respeito na internet, mas o “juridiquês” de muitos sites e do próprio texto da lei deixa em dúvida o leitor que busca informação. Por isso, preparamos esse post bem objetivo sobre os principais direitos do consumidor. Esperamos que seja esclarecedor!

O Código de Defesa do Consumidor (Lei nº 8.078/90) entrou em vigor em março de 1991. Até então o Brasil não possuía nenhuma lei que regulasse a venda de produtos e serviços entre consumidores e fornecedores. Mas antes, vamos esclarecer:

Leia Mais

Pão de Queijo de Tapioca: como não amar?

Duas paixões da Duduxo em uma receita só! Sim, é possível!!!

Vamos te ensinar agora a fazer um pão de queijo que é rapidíssimo e muito gostoso. É o pão de queijo de tapioca. Ótimo pra dar aquela variada no lanche da tarde sem sair muito da dieta.

Vamos à receita, que tem duas versões, uma de frigideira e outra para máquina de pão de queijo:

Na frigideira…

Ingredientes:

  • Cinco colheres de sopa de tapioca
  • Um ovo
  • Uma colher de sopa de requeijão (pode ser o light ou creme de ricota se quiser baixar as calorias!)
  • Sal a gosto
Leia Mais
1 2 3 4